Por Elisabete Carrieri

Dentro da programação do curso Profissão Repórter 60+, o palestrante Ricardo Lima, físico de 59 anos, com 32 anos de experiência na área energética, discorreu sobre o tema “Artes e ofícios como recomeço a cada dia”. Durante sua apresentação, falou sobre a transmissão de conhecimentos adquiridos na infância, durante convivência com a avó analfabeta, as coisas mais simples da vida na sua percepção.

Com 16 anos a família o induziu à carreira médica, mas, sua curiosidade em desvendar os mistérios do mundo o levou à física. Paralelamente à sua carreira profissional,  dedicou-se a transmitir suas impressões sobre trabalho, ofício, e como melhor fazê-los.

Ele também discorreu sobre a importância do Homo faber (ou seja, a capacidade humana de transformar a natureza e fabricar manualmente utensílios) tanto quanto do Homo sapiens (a faculdade humana do pensamento e da aprendizagem intelectual). “Não estaríamos escrevendo se alguém não tivesse feito o papel, caneta, não cozinharíamos se não existissem as panelas, etc…”, sinalizou.

Ricardo abordou ainda a importância de se trabalhar atenta e harmonicamente e estar mais presente no seu ofício, além de desenvolver o hábito de passar para as gerações futuras nossas impressões, de forma clara e simples.