Por Eliezer Azevedo

Abrahão Fontes Baptista, 51 anos, casado, pai de três filhos, é neurocientista, professor universitário e, entre outras tantas formações que teve ao longo da vida acadêmica, atualmente estuda música no Conservatório de São Paulo. Com voz suave e bom humor no tratamento de assuntos complexos, o médico respondeu a questões bem pertinentes colocadas pelos formandos do terceiro curso Profissão Repórter 60+.

O tema central da palestra “Cérebro e envelhecimento: diminuição ou aumento de possibilidades” foi o mote para a explicação da complexidade dos estudos na área. Um dos pontos que mais chamou atenção da audiência foram os dados apresentados sobre as “horas de tela”, tempo passado diante dos dispositivos eletrônicos e que pode, caso seja muito extenso, levar ao desenvolvimento de doenças.

Com experiência na área clínica, na educação e em pesquisa acadêmica, tem como principais interesses os tópicos dor, lesão e regeneração nervosa periférica, eletroestimulação funcional, neuromodulação não-invasiva e neurociência das práticas de desenvolvimento da consciência.

Questionado, o especialista explicou que a formação inicial em fisioterapia o levou a entender que o paciente precisava ser entendido para além da dor que sentia, e que os estudos acadêmicos na área da neurociência e como professor universitário também mostraram que os alunos traziam sintomas que precisavam ser entendidos para além das obrigações de estudos em sala de aula.

Confrontado com a teoria que ensina para que as pessoas façam coisas diferentes para estimular o cérebro, e a prática na sua vida particular, Abrahão ironiza o fato de ser pesquisador cientifico com exigência de horas de trabalho repetitivo, mas que compensa com atividades como deslocar-se de bicicleta para o trabalho, estudar música e controlar o tempo de uso de tela em periféricos digitais.

Sobre momentos de lapsos de memória que possa ter, ele assume que isso acontece quando fica cansado intelectualmente e, para minimizar o incômodo que sente, procura fazer coisas diferentes em seu dia a dia.