Por Aparecida Conceição Capusso Tammaro

No dia 10 de abril, José Ramon Navarro, formado na Venezuela em Engenharia Civil e em Programação e Analise de Sistemas, e Marion Laurent de Navarro, graduada em Psicologia e Línguas na França, falaram aos alunos do Profissão Repórter 60+. Ambos são fundadores da Associação Centros Etievan e, juntos, desenvolvem um trabalho educacional com crianças, jovens, adultos e idosos. Vivem no Brasil há 7 anos. Após a palestra, concederam a seguinte entrevista a um grupo de alunos:  

PR 60+ – Na medida em que envelhecemos, focamos mais na espiritualidade?

Marion – Sim. Não importa qual a religião. Há muitas ilusões que caem, à medida que as pessoas vivem. O que era muito importante na adolescência, com o passar da idade passa a não ser mais.

PR 60+ – No futuro, ainda haverá pessoas com o perfil de transmissão de tradições?

Navarro – Sim, os valores na história da humanidade são movimentos que não param nunca. Qualquer semente que é plantada, principalmente com honestidade, se reproduz. Com maior ou menor intensidade, tende a se perpetuar.

PR 60+ – Deslocamento da família, para outros estados ou países, dificulta manter a linhagem?

Marion – Temos uma filha na Nova Zelândia, outra na Suíça, e um filho nos Estados Unidos. Daí, se vê a importância da tradição de família, pois o importante é a qualidade do que vivemos, pois a quantidade de contato físico, é mais difícil.