Por Fernando Lummertz

Uma plateia atenta e compenetrada, formada por alunos do curso Profissão Repórter 60+, teve a oportunidade, na quarta-feira dia 3 de abril, de desfrutar de uma palestra com Ricardo Lima. Físico formado pela USP (Universidade de São Paulo), Lima apresentou um conteúdo que provocou vários debates durante o intervalo para o café, revelando o entusiasmo e o interesse dos alunos com o tema cujo foco maior, segundo o próprio palestrante, era chamar a atenção para a importância de se realizar qualquer atividade unindo mente e corpo.

Durante a palestra Lima mostrou vários slides que induziram os participantes a reflexões sobre o leque de oportunidades de conhecimento e aprendizado que as tarefas cotidianas, das mais simples às mais complexas, podem gerar. Uma das coordenadoras do curso sintetizou o impacto que a palestra lhe causou: “Num mundo inundado  por tecnologias que tornam tudo, ou quase tudo, remoto, nem sempre nos damos conta de que a transmissão do conhecimento, do saber, dos valores humanos, deve se dar pelo exemplo e pela tradição, engrandecendo seu significado” disse Lilian Liang.

No intervalo do café, o físico se juntou ao grupo de alunos e foi crivado de perguntas. Um dos questionamentos revelou o estranhamento dos participantes com uma abordagem tão holística vinda de um físico, de quem normalmente se espera um pensamento mais cartesiano. De volta à sala de aula, os futuros repórteres partiram para a tarefa do dia. Divididos em quatro grupos, cada qual com uma missão definida, eles deveriam entrevistar o palestrante para, então, produzir diferentes tipos de textos: cobertura da palestra, entrevista pingue-e-pongue (no formato perguntas e respostas), perfil do entrevistado e meta reportagem (texto que descreve o ocorrido durante a aula). Ávidos por mais informações sobre o assunto e sobre a própria pessoa do palestrante, os grupos não pouparam perguntas. Atencioso, o palestrante também não economizou nas respostas, revelando grande empatia com o público.

Essa foi a segunda aula prática da terceira turma participante do curso Profissão Repórter 60+, promovido por meio de uma parceria entre a Associação Centros Etievan e a Dínamo Editora, com apoio do Conselho Estadual do Idoso da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.